Prada na Semana de Moda de Milão

O desfile concorridíssimo da grife Prada aconteceu nesta quinta-feira (20), dando continuidade à semana da moda de Milão, que seguirá até o próximo dia 25. A apresentação, como sempre, aconteceu na sede da empresa, em um ambiente muito amplo, dividido por colunas pintadas de preto em contraste com as paredes brancas e cinco grandes arquibancadas espalhadas de forma irregular
Os convidados foram recebidos em um largo corredor com vinho branco e petiscos. Todo clima inicial, do portão até a entrada na sala, onde aconteceu o desfile, criou a sensação de que o público estava prestes a ver um espetáculo. Quando a música começou a tocar, uma trilha sonora francesa, e a primeira modelo desceu as escadas para passar por quatro passarelas que se cruzavamm em toda a sala, tudo foi confirmado: se tratava mesmo de um show, preparado por ninguém menos que Miuccia Prada
A coleção preparada pela grife para a primavera-verão 2013 é irreverente, futurista, tem referências fortes de décadas passadas e, acima de tudo, as formas foram completamente desconstruídas. Miuccia Prada preparou produções que não deixam ninguém entediado. O desfile teve, da primeira até a última modelo, muita ousadia nas formas e um pouco menos na textura
A nova coleção da Prada não é colorida. O verde e o rosa são claros, românticos, o vermelho apareceu um pouco mais vivo e o preto ganhou destaque com decorações de flores na cor branca. Vestidos e saias parecem que foram montados no corpo das modelos, como se a estilista tivesse cortado vários pedaços de tecido quadrados e colocado, um a um, em seus corpos, criando volume nos quadris. Era fácil ver um contraste de proporções e uma desigualdade no comprimento, que determinava uma mulher forte e decidida
O comprimento ficou entre as bermudas ciclistas, logo abaixo do joelho, e as saias clássicas, um pouco mais curtas. Mas não faltaram os modelos curtíssimos, com destaque para o micro short – tendência para o próximo ano – que apareceu em praticamente todas as passarelas
As peças mais clássicas, vestidos e casacos, foram inspirados nas décadas de 1920 e 1930. Os vestidos são justos e retos, com linhas simples que ganham pences para desenhar a silhueta feminina. Em contraste, os casacos aparecem amplos e muito volumosos na parte de trás, uma outra forma que está sendo muito usada pelos estilistas italianos durante essa edição da semana da moda
Os sapatos deram um show à parte, futuristas e difíceis de compreender, já que lembravam uma meia e uma sapatilha com uma fita que passava entre os dedos. Já os mais altos deram a impressão que foram feitos com várias solas, uma sobre a outra, e com decoração artesanal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s