Use e abuse do seu trench coat sem erro; confira as dicas

Alexa Chung, Kate Middleton e Poppy Delavigne, entre dezenas de famosas, desfilam lindamente por aí com o trench coat. Peça atemporal criada em 1879 pelo estilista Thomas Burberry para os soldados britânicos usarem na Primeira Guerra Mundial, hoje ela é clássica e indispensável no guarda-roupa feminino.
O problema é que muitas mulheres têm a peça e se sentem confusas na hora de usar. Se você é uma delas, não se preocupe, é mais fácil do que se imagina. A escritora e expert em moda Nina Garcia afirma em seu livro As 100 Mais – Guia de Estilo que toda mulher deve ter: “Ao vestir um magnífico trench coat, o que está por baixo não é tão importante. (…) Sempre que se desejar ser um pouco secreta, um pouco impenetrável, um pouco enigmática, um trench coat é imprescindível”.
Combinações clássicas e despojadas
Durante a noite, aposte nos casacos coloridos, principalmente se for para um programa mais descontraído. Caso a festa seja mais formal, coloque por cima do vestido um trench coat de tecido acetinado. “Algumas modelagens apresentam formatos mais delicados, como o de um vestido. Nesse caso, use apenas o casaco, não é necessário mais nenhuma roupa”, aconselha Denise Morais, consultora de moda do Senac Moda Informação.
No dia a dia, as executivas podem combinar o trench coat tradicional com a camisa de cetim, calça (jeans ou alfaiataria) ou saia lápis, com scarpin. “Se for uma mulher muito alta, pode até usar sapatilha”, explica a consultora.
Em momentos mais informais, durante o dia, harmonize a camisa com calça jeans justa e tênis. “Você pode usar a peça fechada, amarrando o cinto, ou aberta”, ensina.
Escolha sem erro
O trench coat se diferencia de um casaco por algumas características: duplo abotoamento frontal; lapelas nos ombros; botões grandes e cintos nos punhos; e a cor clássica é o bege. Entretanto, hoje existem os mais moderninhos e com outras modelagens que em nada deixam a desejar ao estilo clássico. “Escolha aqueles com tecido de gabardine, algodão ou mais leves para o clima brasileiro. Afinal, ele serve para aqueles dias de chuva e aquecem levemente”, comenta.
A descolada Alexa Chung optou por usar o trench coat com calça sequinha e bota durante um desfile de moda em Londres 
O casaco que Sonam Kapporusou na chegada do desfile da grife Burberry, na London Fashion Week, em fevereiro deste ano, era clássico, mas ganhou um gracioso toque azul no acabamento 
Aposte em trench coat colorido para eventos noturnos, como fez Renée Zellweger no lançamento de uma bolsa, em Milão. Ela coordenou a peça com peep toe nude 
Glenn Close chega ao Festival Internacional de Cinema de San Sebastian (Espanha) com um look bem clássico para o dia a dia: trench coat, calça sequinha e sapatilha 
Para um evento diurno em Beverly Hills, Kirsten Dunst apostou na peça em um tom mais sóbrio com scarpin preto
Mariah Carey usou o trench coat vermelho sobre o vestido preto em um evento em Londres 
A modelo Tyra Banks é a prova de que o trench coat deixa a mulher com um visual elegante 
Os casacos coloridos conferem um ar jovial, como esse que a modelo Mary Charteris usou durante a Milan Fashion Week, em setembro último 
Para proteger da chuva e do frio leve, como fez Kate Middleton durante uma viagem à Irlanda do Norte, basta usar a peça abotoada com meia-calça e bota 

Fotos: Getty Images
Fonte: TERRA
Anúncios

Da make ao sapato: aprenda a compor um visual ‘rocker’

Para compor um visual rocknroll é preciso mais que atitude: dos acessórios às cores escolhidas para a maquiagem ou o esmalte podem fazer toda a diferença no resultado final. O site da revista Cosmopolitan listou 13 dicas para ajudar neste sentido. Confira
Botas de motociclistas: esse é um dos acessórios essenciais para conferir um ar selvagem. O coturno serve como opção para este tipo de look
Calças de couro: não importa se são de couro original ou falso, mas são essenciais para construir um estilo “rocker-chic”
Lenço ou cachecol cinza: este acessório traz estilo e charme para o visual, especialmente quando é combinado com uma jaqueta de couro
Bolsa de franjas: tanto as bolsas de mão quanto as que têm tiras para serem carregadas ganham uma cara diferente com as franjas; na foto, a atriz Kat Graham e a cantora Ke$ha usam duas de estilos diferentes: uma mais social, outra, mais despojada
Pulseiras: empilhar uma grande quantidade de pulseiras no braço é uma forma de carregar o visual com o estilo rocker, especialmente se elas tiveram tachas ou caveiras; Demi Lovato optou pelo acessório com dois estilos de roupa completamente diferentes
Bolsa com tachas ou spikes: as tachas têm tudo a ver com o estilo rocker, e, tanto as clutches quanto as bolsas maiores, podem servir para este propósito, até mesmo nos eventos mais sociais, como mostra a atriz Nikki Reed
Botas com tachas ou spikes: este tipo de adereço confere ao sapato mais resistência, além de muito estilo
Chapéu preto: este é o tipo de acessório que completa qualquer look, além do fato de ser uma das apostas da próxima estação; Jaqueline Jossa apostou também na bolsa com franjas
Sapato alto com tachas ou spikes: este tipo de sandália ou sapato vai muito bem com uma calça de couro e uma camiseta de malha; Juliette Lewis mostrou que também é possível compor com vestido
Jaqueta de motociclista: esta peça é um dos “must-have” de quem deseja um visual rocker. A jaqueta de couro é imprescindível para compor um look mais despojado
Camiseta desleixada: usar uma camisetinha de malha com aspecto de antiga, combinada com uma jaqueta, é uma ótima forma de conseguir um visual “rock’n’roll”. Se combinar a peça com um jeans skinny e botas, melhor ainda
Olhos esfumados: a maquiagem feita com uma sombra escura, esfumando os olhos, é perfeita para compor o visual
Esmaltes escuros: pintar a unha com uma cor escura tem tudo a ver com o look rocker e a cor sugerida é o borgonha, também conhecido como bordô

Aprenda a customizar os bolsos do jeans ou da camisa

Não aguenta mais olhar para aquela camisa ou calça velha encostada no fundo do armário? Dê uma repaginada nas suas roupas e exiba um visual despojado por aí. Personalizar os bolsos de algumas peças não é nada de outro mundo. As celebridades usam e abusam da tendência. Como resultado, exibem um look moderno e roqueiro.
“O ideal é aplicar algum tipo de tecido ou tachas”, ensina Georgia Halal, estilista e fundadora do ateliê que leva seu nome, em São Paulo. Também dá para tingir o bolso, mas isso exige muito cuidado para não manchar a camisa ou a calça. Mas como queremos simplificar, tente utilizar técnicas menos espalhafatosas. “Você pode costurar couro, renda e até pérolas sobre os bolsos originais. O que vale é ser criativa”, completa a estilista.
Agora, se você quiser fazer algo diferente mesmo, crie um bolso falso em uma camiseta sem graça. O detalhe é suficiente para dar aquele up em qualquer visual.
A seguir, Georgia Halal ensina a customizar o bolso traseiro de uma calça jeans. Clique na aba de fotos e confira as instruções. Mas a estilista já alerta: as duas opções têm uma pegada rocker.
Você vai precisar de:
. Uma calça jeans
. Cartolina
. Lápis
. Régua
. Couro ou tachas
. Alfinetes
Passo 1: Meça o bolso da calça com a régua e desenhe um molde na cartolina. Deixe uma margem extra de 1 cm nas bordas para poder costurar mais tarde. Recorte.
Passo 2: Com o molde pronto, use-o como base para recortar o tecido escolhido para customização — neste caso, o couro.
Passo 3: Prenda o tecido com alfinetes no lugar certo e parta para a costura. Você pode usar a máquina, se for mais fácil, ou fazer os pontos à mão.
Passo 4: Se você não é muito fã do couro, aplique tachas. Dá para contornar o bolso internamente ou montar uma fileira, seguindo a linha superior. Se preferir, forme desenhos, como uma caveira, por exemplo.
Fotos: Divulgação
Fonte: TERRA

Camiseta transforma-se em maxicolar; aprenda como fazer


Quase todo mundo tem uma camiseta velha esquecida no fundo da gaveta. Que tal transformá-la em um moderno maxicolar? “A ideia de reciclar a camiseta é manter uma mesma peça em casa, mas com uma nova função. Além disso, o desejo de comprar por impulso também desaparece, pois você ganha um novo acessório sem precisar comprar”, comenta Andrea Onishi, uma das blogueiras responsáveis pelo site Superzíper, que apresenta projetos e referências no estilo ‘faça-você-mesmo’. É ela quem ensina o passo a passo para você fazer uma peça fashion e original. Acompanhe.

Para fazer o maxicolar você vai precisar:
. Camiseta velha masculina ou feminina – quanto maior, melhor, pois o colar ficará mais volumoso.
. Tesoura
. Linha
. Agulha
Modo de fazer
Passo 1: Dobre a camiseta ao meio e corte logo abaixo da manga, separando-a em duas peças.
Passo 2: Corte em tiras de 2,5 cm a peça referente à parte inferior da camiseta.
Passo 3: Com as mãos, estique tira por tira, alargando o máximo que puder. As bordas vão enrolar e virar um tubo fino.
Passo 4: Da parte superior do ombro ou da manga, corte um retângulo com cerca de 7 cm de largura por 3 cm de altura. Reúna as tiras juntando as costuras das laterais em um mesmo lado. Dobre as tiras ao meio e costure o retângulo, à máquina ou à mão, pelo avesso. Vire o retângulo por dentro dele, escondendo as costuras das tiras. Dê uns pontinhos em cima do retângulo para fixá-lo. 
Fotos: Divulgação/ Superziper


Fonte: TERRA

Veja 10 dicas para usar a tendência de estampa de lenço

As estampas de lenço deixaram o pescoço e, agora, alegram também roupas e outros acessórios. A tendência foi apresentada nas passarelas e as famosas já a aderiram. “Anteriormente, a febre das estampas de lenço aconteceu na década de 1990. Algumas das grifes que trouxeram essas estampas nas últimas coleções foram Dolce & Gabbana, Celine e Versace”, disse Marcele Goes, consultora de imagem pessoal e corporativa da Estilo Sob Medida. O desfile de primavera-verão da grife Emilio Pucci, uma das precursoras das estampas nesse estilo nos anos 1960, investiu nos padrões barrocos dos seus lenços em peças com ares ciganos.
Quer entrar na moda? Então, confira abaixo 10 dicas fundamentais listadas pela consultora. Depois, clique na aba de fotos e inspire-se no visual das celebridades e ainda veja modelitos disponíveis nas lojas.
1. Todo mundo pode usar?
Qualquer peça do vestuário pode contar com estampa de lenço. O que varia é quem pode usar, já que a estampa aumenta visualmente a região.

2. Estilos variados
Os desenhos mais tradicionais são os barrados, que podem ser misturados a arabescos, florais ou cashmere. Variações desses mesmos motivos misturados a oncinhas e em cores bem vibrantes estão em alta também.

3. Evite erros
Para evitar erros, combine peça estampada com lisas que tenham cores da padronagem ou lisas neutras. Quando a questão é o tecido, busque por um com as mesmas características do item estampado. Por exemplo, se a estampa está em cetim, prefira a lisa com um brilho acetinado suave.

4. Para combinar estampas
Não é proibido usar estampa em mais de uma peça, mas é uma aposta arriscada. Se quer tentar, a dica é buscar uma repetição de cores nas duas padronagens (não é necessário que todas as cores se repitam, mas, pelo menos, duas) e desenhos de tamanho diferentes, mas com linhas de design semelhantes.

5. Lenço para incrementar o visual
Quem complementar o visual com um lenço? É melhor que seja liso para harmonizar com o modelito estampado.

6. Valorize a silhueta
Como as estampas sempre chamam atenção para a parte do corpo em que estão, deve-se colocá-las nas regiões menores, mais magras, para aumentá-las visualmente e equilibrá-las com as desproporcionais (maiores). Por exemplo, quem tem quadril grande deve preferir blusas estampadas a calças ou saias.

7. O tamanho certo
Mulheres pequenas devem optar por estampas menores. Já as altas e com estrutura óssea grande, as maiores.

8. De olho na altura
As baixinhas ficam bem em estampas com desenhos mais verticais e tons mais escuros. As altas podem optar por tons mais vibrantes e mais espalhados.

9. Gordinhas podem usar?
As magrinhas podem usar e abusar de todo tipo de estampa de lenço, mas é interessante que as gordinhas as evitem.

10. Valorize a região certa
Quem tem pouco busto valoriza a região com blusas estampadas. As donas de ombros largos, por sua vez, devem preferir partes de baixo com motivos de lenço.
Foto: Grosby
A cantora Beyoncé apostou em camisa com estampa de lenço e shorts preto
Foto: Orlando Oliveira/AgnewsA atriz Giovanna Ewbank investiu em camisa com estampa de lenço e calça branca

Foto: AgnewsCalça preta e blusa com estampa de lenço foi a escolha da atriz Fernanda Paes Leme

Foto: AgnewsO macaquinho usado por Sabrina Sato tem estampa de lenço

Foto: Getty ImagesA atriz Kristen Stewart também segue a tendência. Apostou em um blazer com estampa de lenço

Foto: Getty ImagesA atriz Cate Blanchett lançou mão de saia com estampa de lenço

Fonte: TERRA

Dez dicas de consultoria de estilo

Se você (ainda) não tem um personal stylist para chamar de seu, veja algumas atitudes que podem ajudar a decidir o que vestir

Foto: Getty Images

1. Arrume um espelho de corpo inteiro e olhe bem para você. Pare de enxegar só os defeitos. Pelo contrário, procure as suas qualidades. Você vai precisar respeitar o formato do seu corpo e suas preferências antes de repensar o seu estilo e organizar o seu armário.
2. Olhe, com calma, TODAS as roupas que você tem no armário. Pegue uma por uma, experimente, e olhe de novo no espelho. Botões explodindo, zíperes que não fecham mais, decotes que revelam além da conta, barras que não escondem o que deveriam, tudo isso deve ficar em uma pilha. Em outra, deixe apenas as peças que você realmente usa.
3. A princípio, não jogue nada fora. Certamente você tem muitas roupas que foram guardadas por valor afetivo. Guarde tudo o que não usa em uma mala. Se, em três meses, não precisar de nenhuma peça daquela mala, é hora de descartá-las.
4. Tente dar novas versões às roupas do dia a dia. Brinque com as peças, invente algumas combinações novas, teste outros acessórios. É muito comum a gente ficar viciado em certos looks, e acabar usando as roupas sempre do mesmo jeito. Não tenha medo de arriscar. Faça de um lenço uma pulseira, monte sobreposições. Dar nova versão às peças que você já tem é uma maneira de evitar o desperdício. Nem sempre é preciso comprar novas roupas, basta outro olhar para aquelas que a pessoa já possui.
5. Faça uma lista das peças básicas que você tem e das que faltam. Não dá para viver sem: uma camisa branca, um blazer preto, uma saia preta, um jeans básico, uma calça de alfaiataria, uma jaqueta de couro, um cinto fininho, um sapato social e uma sapatilha. Um tênis legal para andar em um domingo à tarde também é obrigatório. Só vá às compras sabendo exatamente o que você precisa.
6. Na hora de comprar, deixe em casa a síndrome do 38. Respeite o seu biótipo. Não se preocupe em saber se uma roupa fica bem para gordas ou magras. Esteja certa de que a roupa fica bem para você, se veste perfeitamente no seu corpo. Esqueça a numeração. Compre pelo conforto, pelo caimento, não pelo manequim.
7. Evite as compras por impulso. Promoções e novidades são sempre tentadoras, mas todo cuidado é pouco. Comprar uma cor só porque está na moda, mas que não combina com o seu tom de pele, é um atalho para o encalhe no armário. Da mesma forma, de nada adianta levar um monte de peças da liquidação, se nada combina com coisa alguma, e muito menos com o que você já tem no guarda-roupa. De novo, é desperdício. São roupas condenadas ao esquecimento.
8. Avalie sua rotina e defina que tipo de roupas que você mais usa no seu dia a dia. A decisão de escolher uma ou outra peça de manhã, diante do armário, depende do seu estilo de vida e dos compromissos que você terá ao longo do dia. Mudanças de cargo, de estado civil e até de cidade podem afetar diretamente a forma como você se veste. Cheque sua agenda antes de se vestir. Pode ser extremamente desconfortável sair de casa de qualquer jeito e só depois se lembrar que tinha uma reunião com o chefe. Pode reparar: se você estiver se sentindo mal vestida, vai chegar ao fim do dia azeda. A roupa muda tudo. Altera o humor. Melhor enfrentar a vida se sentindo linda, né?
9. Organize o seu armário. Roupas separadas por cores, dobradas e onde se possa localizar com facilidade ajudam na hora de se inspirar para se vestir. Um guarda-roupa confuso pode virar um grande esconde-esconde e deixar invisíveis algumas peças que você nem lembra que estão no armário. Depois de tudo no lugar, é só manter a inspiração e a vontade de se vestir bem vivas.
10. O espelho deve ser o seu melhor amigo. A roupa que você veste diz muito sobre você, antes mesmo que você diga um A. Se você gosta do que vê – e do que os outros vão ver – bom passeio!
Por Deborah Bresser

Veja dicas de como usar boné e ficar estilosa

Foto: Getty Images

A principal função dos bonés é proteger a cabeça e o rosto do sol forte. A peça é sem dúvidas queridinha do público masculino, mas aos poucos está conquistando o público feminino. Há quem diga que “mulher de boné parece frentista” e também têm aquelas que defendem que a peça pode ser responsável por acabar com o look. Alessandra Ambrósio escolheu um modelo estampado para ir à praia, em Los Angeles
Foto: The Grosby Group
Mas de acordo com a opinião da personal stylist Daniela Amado, até ser um hit da estação, as mulheres usavam bonés na praia, campo e para praticar esportes, apenas como um acessório para proteção. “Mas agora o boné tem outra função, chamar atenção para o rosto e roupa de quem usa”, destacou. Kristen Stewart apareceu com um look bem casual em Los Angeles
Foto: Getty Images
Algumas famosas e fashionistas estão apostando no boné combinado com peças mais finas e até salto alto. “Esta mistura de elementos é justamente para o look não parecer tão esportivo, com cara de ‘mano'”, acrescentou. Este é o caso de Dree Hemingway
Foto: Getty Images

A principal dica para quem quer usar a peça é escolher modelos mais modernos, com aplicações ou bordados e até mesmo de tecidos diferenciados, como couro, e que não sejam de uma marca esportiva. Uma modelo desfilou com um boné de couro na apresentação de Ermanno Scervino 
Foto: Getty Images

“Escolha peças mais arrumadas, com um material mais refinado. Além disso, evite bonés de times, com propagandas de empresas ou grifes como Nike, Billabong etc”. Esta modelo desfilou com um boné moderno na apresentação da DSquared2
Foto: Getty Images

A personal stylist aconselha que a mulher selecione um modelo que ela se sinta confortável, combine com seu estilo e biotipo. “Ai não vai parecer que ela está escondendo uma espinha na testa”, brincou. Jennifer Lopez brincou com o look durante um show
Foto: Getty Images

Antes de comprar o primeiro modelo, opte por uma cor neutra, que permitirá que seja usado com o resto do guarda-roupa. “O boné ter a cor semelhante à cor do cabelo também é uma boa estratégia”, destacou. Candice Lake escolheu um modelo moderno
Foto: The Grosby Group

O tamanho do rosto também influencia no tamanho da peça e nas cores. “Se o rosto é muito pequeno, é melhor não optar por bonés muito grandes ou chamativos. E o contrário também é válido, se a escala corporal ou se o rosto é grande, não use bonés muito pequenos”, detalhou. Nicole Richie deu ainda mais casualidade ao look ao usar a peça
Foto: The Grosby Group

Além disso, nunca deixe a aba ultrapassar a linha das sobrancelhas, use sempre a aba para frente e tente evitar aquelas mais retas. Reese Witherspoon usou um modelo estampado
Foto: The Grosby Group

Na loja, é importante que a mulher experimente diferentes modelos e se olhe em um espelho de corpo inteiro para se certificar de que o boné está na proporção da estrutura, altura e silhueta. Acompanhada do marido Kaká, Carol Celico usou a peça durante um evento
Foto: The Grosby Group

Apesar de “estar na moda”, é preciso ter estilo e confiança para usá-lo. “A mulher tem que ter certeza de que o modelo selecionado tem tudo a ver com o estilo pessoal dela. Se existe essa confiança, ele pode ser usado em várias ocasiões”, destacou Daniela. O modelo usado por Rihanna é de couro.

Fonte: TERRA