De olhos nos pequenos: grandes grifes apostam em nicho infantil

Com apenas três anos de idade, Juliet Sandler usa vestidos de US$ 650 e sapatos de US$ 400, da marca Lanvin. Sua mãe, Dara Sandler, explica que sua filha é um reflexo dela própria, embora ainda não saiba soletrar o nome dos estilistas e nem mesmo pagar pelas próprias roupas. “Eu visto minha filha exatamente da forma como eu me visto”, disse a mãe, que já gastou cerca de US$ 10 mil no guarda-roupa da pequena.
De acordo com artigo publicado no jornal britânico Daily Mail, as grandes grifes estão cada vez mais investindo neste nicho de mercado. Nesta temporada, Oscar de la Renta, Dolce & Gabbana e Marni lançaram coleções para este público. As luxuosas lojas Nordstrom e Bergdorf Goodman também estão expandindo suas áreas infantis. No ano passado, a Gucci, que inaugurou sua coleção infantil há dois anos, abriu sua primeira loja para crianças na 5ª Avenida, em Manhattan.
Algumas grifes se dizem preocupadas em manter suas peças apropriadas para crianças. Mas existem muitas versões em miniatura de looks para adultos, que chamam atenção pelo estilo sofisticado. Os lares americanos esperam gastar cerca de US$ 688 equipando suas crianças para irem para a escola , de acordo com a Federação Nacional de Varejo, incluindo materiais como cadernos e lápis. Enquanto isso, algumas famílias devem gastar cerca de US$ 795 em apenas uma mochila da Gucci.
Sasha Charnin Morriso, diretora de moda da revista US Weekly, concorda que muitas peças infantis são vendidas a preços exorbitantes, mas admite que coisas como um tênis de US$ 200  fazem seus filhos mais felizes. “Eles refletem o que você é, então se você é alguém estiloso, tem que se certificar que seus filhos são os mais bem vestidos”. Por outro lado, críticos acreditam que essa tendência promove o elitismo. “Isso cria a cultura da inveja”, diz Dr. Alan Hilfer, diretor de psicologia da Maimonides Medical Center, de Nova York.
Especialistas observam também que o fenômeno que começou em Manhattan e Beverly Hills agora também ocorre em outras cidades, como Boston e Chicago. O luxo infantil movimenta somente 3% em um mercado de US$  34 milhões, mas está crescendo mais rápido do que outros setores de roupas infantis, de acordo com a empresa de pesquisas NPD Group.
Muitas marcas que entraram só agora no segmento são mais caras do que outras que já atendem a este público há mais tempo, como a Ralph Lauren, que tem camisetas de algodão para meninos por US$ 59, enquanto a Dolce & Gabbana oferece o item por US$ 190.
Colleen Sherin, diretor de moda na Saks da 5ª Avenida, acredita que tanto os pais quanto avós estão à procura de peças únicas e especiais. “Eles simplesmente não olham para os básicos”. A moradora de Manhattan Kelly Mallon, 39, disse que se orgulha pelo fato de que a filha, de 9 anos, já desenvolveu sua própria sensibilidade para a moda. “Eu adoro ver milha filha bem vestida. Isso me faz feliz”, observou.
Uma grande tendência são as lojas exclusivas para os pequenos. Seguindo os passos da Gucci, a marca italiana Giorgio Armani abrirá neste outono sua primeira loja infantil americana, em Upper East Side, também em Manhattan. O estabelecimento terá itens que vão de US$ 50 a US$ 500, conforme indica um porta-voz da marca.

Fotos: Dolce & Gabbana / Divulgação
Fonte: TERRA

Veja os bastidores da nova campanha da Dolce&Gabbana

Monica Bellucci, Bianca Brandolini e Bianca Balti foram fotografadas nas ruas de Taormina, na Itália

A luxuosa coleção de inverno 2012 da Dolce&Gabbana, com rendas, brocados e veludos será vista nas páginas das revistas em cena com a atriz Monica Bellucci, a socialite Bianca Brandolini e a modelo Bianca Balti. As fotos foram clicadas em Taormina, na região da Sicília, na Itália, por Giampaolo Sgura. Nas imagens dos bastidores, se vê os vestidos de tule e renda da grife, contracenando com charretes enfeitadas para festas típicas e lojinhas de souvenirs. É a segunda vez que Monica Bellucci estampa a campanha da grife.
Making of da campanha Dolce & Gabbana, inverno 2012. Monica Bellucci com Domenico Dolce e os estilistas com o fotógrafo Giampaolo Sgura.

Fotos: Getty Images

Confira os 8 filmes mais elegantes de todos os tempos

É certo que os filmes de sucesso no cinema ditam as tendências de moda pelo mundo. Personagens como o de Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxocontinuam sendo lembrados como grandes ícones da história da moda, mesmo anos depois de seu lançamento.
E os outros longas mais atuais, como Sex and the City ou o Diabo veste Pradacontinuam direcionando para onde caminha o estilo fashion. Mas não para por aí. O site Style Blazer reuniu uma lista de alguns dos filmes mais estilosos da história do cinema. Veja qual é o seu filme favorito de moda na galeria ao lado.
O Diabo veste Prada, 2006: Patricia Field é a responsável pelo figurino indicado ao Oscar. Ironicamente no filme não há muitas peças Prada. Apenas uma bolsa, alguns sapatos e um terno. Várias grifes foram usadas para vestir a personagem de Meryl, tais como Donna Karan e Valentino. Para a personagem de Anne Hathaway a figurinista usou muitas peças da Maison Chanel, mas ela também usou Dolce & Gabanna, Calvin Klein e outros
Sex and the City, 2008: Carrie e suas amigas também foram vestidas por Patricia Field que utilizou peças emprestadas de lojas de grifes renomadas, como Roberto Cavalli, Gucci ou Prada. Outras vezes, ela recorreu aos feitos sob medida. Alguns figurinos vêm do próprio acervo constituído por centenas de peças, que foi sendo construído ao longo dos anos que a série esteve no ar
As Patricinhas de Beverly Hills, 1995: o filme traz as maiores tendências da moda da década e imortaliza peças como o white dress Calvin Klein que Cher, Alicia Silverstone, usa em um encontro e que foi relançado pela marca em 2010. Cher foi a primeira geração do que hoje conhecemos como it girl
Bonequinha de Luxo, 1961: um dos motivos de sucesso é que a moda de Holly Golightly, a personagem do título, foi toda desenhada por Givenchy. Além disso, o icônico tubinho preto trouxe com ele uma nova silhueta para a época, mais fina, elegante e feminina
House Party, 1990: Não há outro filme que capta o início estilo urbano dos anos 90 como o longa-metragem. O destaque fica para o figurino inspirado na moda hip hop
Grease, 1978: os personagens de John Travolta e Olivia Newton-John serviram de referência para um público incorporou o estilo com jaqueta de couro, óculos de gatinho, vestidos rodados e penteados em coque
Bonnie & Clyde, 1967: o filme de ação romântica tem o casal mais bem-vestido das telonas. Na edição do Oscar de 1968, ele foi o vencedor na categoria figurino. Vestidos de cintura baixa, tricô ajustados e calças largas eram as peças mais usadas por Faye Dunaway como a Bonnie do cinema
Shaft, 1971: o longa destacou o estilo black tanto nas roupas quanto nos cabelos. Com um figurino pautado nas tendências da década de 70, o clássico mostrou pela primeira vez nos cinemas um negro na condição de mocinho e na moda com suas golas rolê e peças feitas sob medida

Fotos: Divulgação
Fonte: TERRA